cool hit counter

Artigos

Receitas

Entrevistas

Restaurantes

Livros

Vinhos

Degustações


15.10.09

Brasserie Rosário

Reunião de trabalho no centro do Rio deve ser programada meticulosamente para fazer valer a viagem de 25km até lá. E meticulosamente quer dizer se organizar para antes poder almoçar tarde fora dos horários do Centro e para depois conseguir visitar alguma exposição bacana que eu deixo sempre para outro dia.
O centro do rio não é exatamente o bairro mais aparazível da cidade, longe disso. Mas tem alguns recantos que não ficam a dever a nenhuma cidade civilizada nem a nenhum centro histórico do velho mundo. Por isso, quando soube que minha reunião seria perto da Candelária, perto de uma dessas áreas, fechei imediatamente o circuito Brasserie Rosário>Reunião>CCBB. Tudo à pé, como deve ser.

O ambiente é muito bacana, um pé direito altíssimo, a padaria logo na entrada, mesas com espaço folagado e cozinha à vista num conjunto elegante mas ao mesmo tempo sem afetações. Por volta das 14:30 a casa estava sem muito movimento com algumas mesas fechando a conta e outras começando o serviço com grupos de senhoras que chegavam para o chá da tarde mostrando que a Rosário não é só um daqueles restaurantes de almoço no centro.

Marcadores:

0 comments links to this post

9.10.09

Ói nóis aí tra veiz - Comer & Beber 2009/2010

Pois então aqui estamos outra vez para mais uma eleição dos melhores da cidade nos quesitos restaurantes, bares e comidinhas da Veja Rio. E como já está virando tradição, a Thedim mais uma vez pediu minha opinião no quesito comidinhas, talvez porque eu não tenha engordado nada desde a última edição. Ela deve achar que eu como pouco.

E eu acho que se a coisa continuar assim brevemente vou ser reprovado, vejam só: no primeiro ano concordei com quatro dos eleitos, no segundo apenas com dois e nesse terceiro ano quando deveria melhorar minha nota, mantive o alto padrão de contrariedade e continuei elegendo só dois dos vencedores.
Mas vamos deixar de lenga-lenga e comentar cada um dos eleitos da categoria comidinhas porque afinal é para isso que estamos aqui (clique na tabela abaixo para ampliar):



Mais um ano onde a eleição do melhor café não dá para aceitar. Depois do Nespresso ano passado, o Armazém nesse ano. Alguém já tomou um café decente, não precisa nem ser bom, no Armazém ultimamente?

A Escola do Pão também não dá. Por melhor que seja o café da manhã, ninguém aguenta a dona circulando pela mesa e enfiando pedaço de pão com queijo derretido na boca dos clientes (ela enfiou na minha dizendo: Isso se come assim, ó!) Os pães são ótimos, mas fiquei com medo de voltar lá.

Quem pode dizer "isso aqui se come assim, ó" é o dono do Le Blé Noir (sem enfiar crepe goela abaixo dos clientes). Trata-se da única creperia do Rio. Acho que criaram essa categoria só para dar o prêmio. Um amigo exagera dizendo que é o melhor restaurante do Rio.

Focaccia foi uma boa surpresa. Parabéns aos colegas que votaram na casa e parabéns à casa pela proposta e pelo prêmio. Mas ainda fico com o BB.

Arroz, feijão, soja e sorvete premium. Todos são commodities; compra-se a quilo pelo melhor preço (no caso desses sorvetes, alto preço). Nao há diferenciação. Para mim o melhor é o mais perto.

Achei que essa categoria Temaki não ia sobreviver para esse ano como algumas temakerias não sobreviveram. Modinha que para mim já perdeu a graça. Vou liderar um movimento pela volta da categoria de Empadinhas!

É isso. Parabéns para a turma da Veja Rio porque essa edição deve dar um trabalhão, e obrigado Fernanda por poder participar mais um ano dessa eleição tão bacana. Mas ano que vem, Empadinhas outra vez!!

Marcadores: , ,

6 comments links to this post